---------------------------------------------------------------------

Escrever energiza ou tira as forças até a exaustão? 

Escrever é um manifesto de energias de frequência muito altas. A posição de escrita certamente provoca cansaço no corpo físico, como qualquer outra forma de trabalho, mas a energização ocorre e é indissociada dos resultados obtidos na pratica da escrita. 

---------------------------------------------------------------------

As novas tecnologias mudaram o seu processo de escrita? 

Entrei no ramo da escrita com as novas tecnologias já consolidadas. Quando vejo grandes trabalhos realizados em períodos onde não haviam ferramentas tecnológicas nos moldes das que temos hoje à disposição, isso me causa um certo desconforto. A ideia de que poderia Maquiavel, por exemplo, ter sido mais genial (se tivesse esses recursos disponíveis) é algo de se cogitar com cautela. 

---------------------------------------------------------------------

Que evento o fez tomar consciência do poder da palavra escrita? 

Acho que o motivo pelo qual escrevo é ainda uma forma de buscar essa consciência. Duvido de mim mesmo ao me comunicar, duvido das pessoas para entender a comunicação e penso que quem toma para si a responsabilidade de comunicar tem o dever de tornar a comunicação escrita mais praticável e assumir a responsabilidade de um entendimento prestigioso. 

---------------------------------------------------------------------

Que elementos não podem faltar num bom livro? 

Não pode faltar uma relação íntima com a realidade. A luta dos homens no tempo, seus aprendizados ao longo de períodos, a análise, a tendência e o perfil do autor e também o espaço para a reflexão. Acho que tudo isso pode ser representado pela palavra: historicidade. 

Entrevista concedida à Fundação Educacional e Cultural de Caraguatatuba (Fundacc), em 26/04/2019.

Sobre o Autor

Paulo Keno Zhërus, nasceu em 4 de Julho de 1991. Natural de São Paulo, reside atualmente em Caraguatatuba-SP.

Autor de 2 livros, entre eles "Corpo Tóxico", publicado pelo Clube de Autores em 25 de Abril de 2018. Seu perfil de escrita é marcado pela ironia na abordagem de temáticas sociais, com fortes características literárias do Simbolismo.

PARTICIPAÇÕES:

Nome presente na antologia "Poesias sem Fronteiras" (2014) 

60ª edição do Projeto "Palavra é Arte Poesia" (2015)

Antologia de poesia brasileira contemporânea: "além da terra, além do céu" (2018)

PUBLICAÇÕES:

Livro - O elo do caso (2014)

Livro - Corpo Tóxico (2018)

Graduado em História

Universidade Camilo Castelo Branco

Técnico em Administração

Centro Paula Souza

Início.png

Para adquirir:

1 sub.png
1 ag.png
1 am.png
1 cda.png

Livro nas versões: Brochura, Capa dura, Espiral e Ebook

Baixe o

almanaque

da Fundacc

onde consta

a entrevista

completa

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now